Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

DESABAFOS

Razoavelmente insuportável…

Razoavelmente insuportável…

DESABAFOS

27
Jan24

Ontem não te vi em Istambul ...


ROMI

IMG-20230601-WA0018-EDIT.jpg 

 

IMG-20230601-WA0018.jpg  

 

O trânsito lento no túnel iluminado.  O motorista, com ar cansado, parecia dormir. Não quis saber. Captei o momento para memória futura.  Fechei os olhos. Quando o carro iniciou a marcha tranquilizou-me e permiti-me adormecer. 

Acordei com uma mão dirigida a mim, como um convite para dançar. Era, afinal, só para me ajudar a sair. Pegou na minha mala, deixou-me à porta do hotel e disse-me até amanhã. E eu acreditei. A ingenuidade ímpar de quem acredita em estranhos. 



Ele chegou desprovido de bagagem.

Em passo lento como sílabas arrastadas

O aceno de faz de conta

A promessa que subestimou.

Gostei de todos os sorrisos em que acreditei

E desprezei em legítima defesa. 

A cidade não a oiço.

Hoje é o velório da cumplicidade desonesta.

Passo ao dia seguinte.

                                              Ontem não te vi em Istambul. 

16 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em destaque no SAPO Blogs
pub